Porquê Karate?

Porque há tantas pessoas a escolher o Karate?

Escolhem-no para elas próprias. Escolhem-no para os seus filhos. Recomendam-no aos seus pacientes. Sugerem-no aos seus amigos.

Arte Marcial, Desporto, Tradição, Formação, Socialização e Bem-Estar são alguns dos motivos que levam as pessoas a manter a prática durante toda a vida.


As pessoas escolhem o Karate porque é uma arte marcial e, se for explorado em todas as suas vertentes, oferece um leque variado de benefícios aos seus praticantes. O Karate tem uma vertente desportiva que registou uma evolução e uma expansão assinalável nos últimos anos. Há mais clubes, mais praticantes, mais estudo, mais ciência por detrás do treino e cada vez mais visibilidade e maior interesse.

Ao abraçar o Karate desportivo, o praticante usufrui de todas as vantagens de uma prática desportiva regular, a nível físico e mental. Para as crianças e jovens em idade de formação, a prática desportiva apresenta benefícios que felizmente hoje em dia são já do senso comum.

Por parte dos treinadores, existem muitos aspetos a considerar que, a médio e longo prazo, podem fazer a diferença não só no atleta mas também na pessoa que se está a formar. Podem ser pequenos detalhes ou aspetos transversais relacionados com os objetivos do clube. Se a política de um clube se centra na obtenção de resultados desportivos urgentes e frequentes, é comum que o treino incida na especialização desportiva em detrimento da formação de base e do desenvolvimento pessoal dos atletas. Felizmente, em Portugal, o Karate desportivo está assente em bons princípios de planeamento que estabelecem um enquadramento conceptual e metodológico que os treinadores podem adotar na hora de lidar com praticantes mais jovens.

É correto afirmar que o Karate desportivo contempla a alfabetização motora, motricidade sensu lato, iniciação ao Karate, especialização desportiva e proporciona experiências em ambiente competitivo, definição de metas, saber ganhar, saber perder, espírito de equipa, companheirismo, etc. Perante tão extensa lista de benefícios, pode parecer à primeira vista que o Karate na sua vertente mais clássica tem pouco mais a oferecer a um jovem. Na verdade tem muito mais a oferecer. Desde logo os ensinamentos teóricos e a prática de luta, sem a proteção conferida pelas regras desportivas, direccionados para a protecção pessoal.

A prática desportiva é benéfica porque obriga a planeamento, estabelecimento de metas intermédias, dedicação intensa e definição de objetivos a alcançar dentro de prazos balizados, quer seja o campeonato no próximo ano, quer seja um título internacional até ao fim da carreira.

Para o público que ultrapassou a idade competitiva ou que se iniciou mais tarde no estudo da arte, é óbvia a existência de mais-valias para além das encontradas na prática desportiva. São estas pessoas que se interessam pelos aspetos mais interiores da prática de uma arte marcial, que valorizam a história, as tradições e se esforçam por aprender e respeitar para melhor saber transmitir.

A dedicação à arte tem por objetivo alcançar a perfeição. Perfeição da técnica, do espírito e do carácter do praticante. Ir por um caminho que visa a perfeição, exige humildade e um interesse genuíno por se saber de antemão que a meta em si é inalcançável. O objetivo passa então a ser a melhoria contínua ao longo da vida que só é possível através de uma prática inteligente e consistente que, por sua vez, requer estudo, bons hábitos e paciência.

Melhor hoje que ontem, melhor amanhã que hoje.